Destaques

12 de fevereiro de 2019

Sobre 2018 e seus ensinamentos


Esse foi um ano bem louco. Eu comecei o ano fingindo ser forte e não me abalar com nada, guardando sentimentos, não me importando com as pessoas ao meu redor. Tentando focar apenas em mim, em ser feliz sozinha, em ficar perto dos amigos que somam e longe das pessoas que me faziam mal. Comecei o ano sendo uma pessoa e agora sou uma pessoa diferente.

Não sei dizer ao certo se me arrependo dos caminhos que segui e das escolhas que tomei. Prefiro acreditar que tudo que aconteceu teve um motivo, cada pequeno detalhe, até mesmo o soprar do vento no meu cabelo em um domingo de manhã não aconteceu apenas por acaso. Tudo, absolutamente tudo, teve um motivo. Talvez assim, as coisas que não aconteceram como o planejado, não despedacem meu coração.

Em 2018, eu tive novamente a experiência de morar sozinha. Dessa vez a responsabilidade era bem maior, afinal tinha que dar conta da faculdade, do estágio, pagar contas, me alimentar, cuidar da saúde mental. E algumas vezes falhei em todas essas tarefas. Só queria fugir, queria voltar pra casa da minha mãe, me trancar dentro do meu quarto, ficar segura ali dentro e esquecer de todas as responsabilidades.

Mesmo querendo desistir, respirava fundo e seguia em frente. Esse ano sem dúvidas foi repleto de aprendizados, de novas experiências, novas amizades (algumas já se foram, mas deixaram marcas), mudanças positivas e negativas.

Todo final de ano costumo dizer isso, mas não deixa de ser uma verdade que gosto de sempre repetir. Espero, realmente que a Thaynara que estou entregando para 2019 seja uma pessoa melhor do que a de 2018. Que ela não desista, por mais que a vida pareça ser difícil.



Comentários via Facebook

© Chovendo algodão doce — Blog sobre fotografia, cotidiano, amores e coisas bonitas ♡ – feito com amor e muito café