Quando você não vem algo fica estranho

quarta-feira, agosto 01, 2018

Foto: James Fink

Quando você não vem algo fica estranho. Eu sei, isso é tão clichê, mas a verdade e os sentimentos muitas vezes são isso mesmo. Um emaranhado de chiches melosos. Frases de efeito. Textões nas redes sociais expondo pra todo mundo o quanto aquele sentimento é verdadeiro. Fotos e mais fotos, cada passo é uma nova selfie (que vai diretamente pro stories do instagram, facebook, whatsapp).

Com nós dois não tem isso. Não temos fotos juntos, não tem textão, não tem frases de efeito. Temos apenas o mais simples e sincero sentimento. Quem sou eu pra criticar os casais de redes sociais, cada um sabe do relacionamento que vive. Mas eu prefiro isso aqui. Prefiro esse romance escondido que ninguém pode saber. Prefiro apelidos que não podem ser falados perto de outras pessoas. Prefiro o toque suave das suas mãos no meu corpo. Prefiro olhar no fundo dos seus olhos e me sentir segura, sem precisar de mais ninguém e, sentir por alguns minutos que o mundo parou.

Quando você não vem algo fica estranho. O dia perde um pouco a graça. E eu perco algumas horas só esperando você chegar com seu sorriso bobo e abraço apertado. Quando a gente se encontra a gente se conecta. A gente se dá bem, de uma forma que nunca imaginei. Eu não sei o quanto isso pode soar estranho - afinal eu vivo fugindo de nós - mas no fundo, eu amo nós dois juntos.

Não dá pra forçar gostar de alguém. Muito menos escolher por quem vamos nos apaixonar. Eu tentei te ver de formas diferentes. Tentei me afastar por um tempo, e quando vi que não conseguiria, isso começou a me machucar. Essa ligação que está acontecendo me deixa confusa e com medo, ao mesmo tempo que me faz suspirar e sorrir feito criança.

Eu não sei exatamente o que estou sentindo. Só sei que quando você não vem algo fica estranho.

VOCÊ PODE GOSTAR TAMBÉM

0 COMENTÁRIOS

NO FACEBOOK

Créditos

Todo o conteúdo desse blog é de propriedade de Thaynara Paiva, exceto o conteúdo sinalizado. Protegido pela Lei do Direito Autoral Nº 9.610 de 19/02/1998. É Proibido qualquer tipo de reprodução das imagens e textos sem autorização por escrito.