Quando uma borboleta causa um furacão

segunda-feira, setembro 11, 2017



"Con.fu.são, substantivo feminino que define um ato ou estado do que é confuso, misturado, desordenado; tumulto; desordem."

Desordem seria a palavra perfeita para descrever como me sinto, parece que nunca tem fim, por mais que eu tente mudar a situação. Vejo minha vida passando diante dos meus olhos, ela passa sempre muito rápida, sinto que apenas sobrevivo.

A falta de certezas, medo de fracassar, sensação que não sou boa no que faço, me assombram o tempo todo. Pensamentos que aparecem devagar e quando percebo já estou nocauteada, sem forças pra levantar, sem esperança alguma.

É horrível ter que lutar contra você mesma todos os dias. Não tem como correr pra longe, não tem como fugir por que os pensamentos ruins vão aonde eu for. 
Toda noite é seguida por um pedido desesperado para conseguir dormi em paz, mas os pensamentos não deixam isso acontecer. Toda manhã é seguida por um cansaço excessivo e uma vontade de mudança, mas o cansaço é tanto que chega a ser difícil levantar da cama.

Passam dias, semanas, meses, anos e nada muda. O sentimento de ter fracassado só aumenta. Enquanto tomo uma xícara de café tento entender qual o significado de tudo isso, tento lembrar o meu propósito, mas sempre me perco em meus próprios pensamentos, esse emaranhado de sentimentos. 


O fim desse texto não vai ter mensagem motivacional, uma frase bonita falando sobre superação dos próprios defeitos ou como tentar levar a vida de uma forma mais leve. Termina assim, sem sentido, sem motivo... Uma completa confusão.

VOCÊ PODE GOSTAR TAMBÉM

0 COMENTÁRIOS

NO FACEBOOK

Créditos

Todo o conteúdo desse blog é de propriedade de Thaynara Paiva, exceto o conteúdo sinalizado. Protegido pela Lei do Direito Autoral Nº 9.610 de 19/02/1998. É Proibido qualquer tipo de reprodução das imagens e textos sem autorização por escrito.